Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks

Enquete

Já leu alguma publicação do Frei Antônio Moser
 
joomla template

Nós só adoramos a Deus... não os Santos

E-mail Imprimir PDF

Todos devem estar lembrados daquela cena de alguns anos atrás, quando um pastor levado pelo destempero, deu um chute numa imagem de Nossa Senhora Aparecida. Aquele gesto não só foi ridículo, como foi providencial: até mesmo os que antes viviam acusando a Igreja Católica de adorar imagens e santos, acharam aquilo tão fora de propósito, que exigiram a expulsão daquele pastor e resolveram não atacar mais tanto a Igreja católica. Aliás, hoje as igrejas cristãs não católicas mudaram um pouco sua postura: preferem levar sua vida, organizar sua igreja, do que ficar atacando os outros.
Pois bem, mas sempre sobra uma ou outra pessoa ignorante que volta à velha cantilena. Por isto é preciso afirmar, com toda força, que nós católicos sabemos que nossas imagens ou são de barro, ou de cerâmica, ou de madeira... mas são sempre simples imagens, ou seja, são menos do que uma fotografia... são simplesmente uma lembrança de pessoas que souberam amar a Deus e ao próximo. Só e nada mais do que isto. Portanto, nós não adoramos santos nem santas e muito menos suas imagens. A não ser que queiramos entender o “adorar” no sentido utilizado pelos namorados: “eu te adoro”, ou seja, eu gosto muito de você. Mas fora disto... santos e santas foram pessoas como nós, que comiam, dormiam, riam, choravam, tomavam banho, tinham que satisfazer certas necessidades básicas, como nós... enfim, tudo como nós. Só uma coisa os distinguia: sua intimidade com Deus, e através dela, o amor concreto ao próximo.
Claro que eram homens e mulheres de oração; claro que também tinham pecados; claro que também tinham momentos de alegria e de tristeza... mas nunca perdiam o rumo, ou ao menos reecontravam o rumo de suas vidas. Eis pois, a importância dos santos e santas para a vida cristã: eles são exemplos, modelos, e uma espécie de fortificante para nossas vidas: diante das dificuldades de qualquer tipo, não desanimem não, pois já houve homens e mulheres que enfrentaram coisas parecidas e que hoje estão na glória com o Cristo Ressuscitado. E mais: não desanimem, pois eles e elas ficam torcendo por nós. Eles e elas estão como que numa arquibancada, assistindo nossos jogos.... ficam torcendo para que todos e cada um de nós sejamos vencedores.

 

Publicações

Teologia moral: Impasses e alternativas
Na perspectiva da moral cristã da libertação, o livro analisa as grandes coordenadas da ação humana: a aliança, o exemplo de Jesus, a consciência. O chamado de Deus exige conversão contínua, ...
Bioética: Do consenso ao bom senso
Para muitos a bioética é uma nova ciência que se confunde com a ética, a moral e a deontologia. Embora haja uma aproximação teórica entre essas áreas, na prática elas são bastante distintas....